23/05
2016

Minha Experiência – Amamentação
por Priscila Prado

amamentacao1

Meninas vou contar a minha experiência com a amamentação, espero poder ajudar um pouquinho as mamães de primeira viagem.

A Maria Valentina nasceu de cesárea, então o leite normalmente não desce imediatamente, só sai o colostro. Quando me entregaram ela no quarto e disseram hora de amamentar, a minha bebê morrendo de fome e eu morrendo de medo, de dores etc… mas pensei vamos lá, não deve ser tão difícil assim. Ela pegou super fácil meu peito, sugava certinho, devia estar faminta, só que o leite não descia, então tive que complementar com leite do hospital, bendito NAN.

Todos me diziam que o leite demorava até 1 semana para descer quando o parto é de cesárea, mas o que fazer até lá? Insistia na amamentação mas a MV chorava muito de fome e já não estava com a mesma pega no peito de quando nasceu, acho que ela começou a ficar irritada e não queria mas sugar direito. Foi me dando um desespero, algumas pessoas mais próximas tentavam me ajudar me ensinando como eu deveria colocar ela no peito, aquela historia toda de fazer o C com a mão e encaixar ela no peito mas eu sabia que o desespero era porque não saia leite. Bom liguei para o meu médico desesperada e ele me passou um remédio chamado Syntocinon que você espirra no nariz e o leite desce. Este medicamento deve ser prescrito pelo seu médico ok, só estou contando minha experiência. Bom até que enfim o leite começou a descer e amamentar se tornou mais fácil se não fosse….

Bom nesse meio tempo que a MV não pegava direito no meu peito porque não tinha leite, tentei a bombinha elétrica, foi a pior idéia da minha vida, machucou todo o bico do meu peito e doía demais quando a MV sugava, tentei de tudo para amenizar a dor, passava casca de banana geladinha, a pomada Lansinoh mas eu teria que esperar a cicatrização, oque demorou mais uma semana. Durante esse período eu amamentava certinho de 3 em 3hrs, só que não era nada prazeroso e sentia muita dor!!

Depois que o meu peito cicatrizou a amamentação melhorou muito e gostava de sentir a minha baby, aquele momento só meu e dela, ela ficava quietinha sugando e olhando para mim, com certeza o momento mais importante e especial entre eu e minha filhota.

A minha amamentação nunca foi exclusiva, sempre complementei com leite artificial e isto nunca foi um tabu para mim, o importante é que minha filha se sentisse satisfeita e engordasse, ainda bem que a minha pediatra Dra Cristina (minha tia) pensava igual a mim e não me deixava cheia de paranóias quanto a amamentação exclusiva. Lógico que se você tiver leite suficiente para dar só o peito é muito melhor, mas se não der fazer oque, as fórmulas hoje são ótimas e tem tudo que o seu bebê precisa. Só que agora existe um dilema encontrar a fórmula ideal???

Comecei dando o NAN, mas deu cólica, por instrução da minha pediatra tentei uma segunda opção, o Enfamil Gentlease e acertei na escolha. Graças a Deus a Maria Valentina gostou do Enfamil e as cólicas melhoraram muito.

Hoje tenho uma rotina de amamentação de 3 em 3 horas, dou 30 minutos de um lado do peito, por exemplo, uma mamada eu dou o lado direito por 30 minutos, na segunda mamada mais 30 minutos do lado esquerdo e assim vou alternando. Por que isso? Pois a primeira fase do leito é mais agua e sais minerais e o finzinho é que dizem ser a parte mais importante do leite. Logo em seguida complemento com o Enfamil (ela toma em média 60ml cada mamada).

Vou resumir em algumas imagens oque para mim me ajudou muito:

Formas de Amamentar, no meu caso a minha forma é a 1

 

amamentar

Usei a pomada Lansinoh durante a gravidez e continuo usando até hoje nos dias que percebo que o bico está um pouco irritado. 

lansinoh

Fórmula de Leite que a Maria Valentia toma, Enfamil Gentlease.

enfamil

Conchas da Avent. Usei para ajudar a fazer o bico, proteger o bico do contato com o sutiã, e também, durante a amamentação para armazenar o leite que sai da mama. Indispensável!!  

concha

Chá que ajuda aumentar a produção do leite, toma toda noite! 

cha na amamentacao

Assumo que para mim amamentar não foi muito fácil, durante a gravidez achei que tiraria de letra e não foi bem assim, mas aos poucos tudo vai se encaixando. E cada mãe vai descobrindo a melhor forma de amamentar o seu filho. O importante é que a mãe esteja bem e o bebê satisfeito, se você vai conseguir a amamentação exclusiva, mista ou só com fórmula, não importa. O importante é a mãe e o bebê estarem bem e felizes. Nada de neuras hein meninas!!

Estou aqui para ajudar vocês com qualquer dúvida, insegurança ou até mesmo conhecer a sua experiência!!

Assinatura Blog

 

4 pessoas amaram o post!

Você também poderá gostar…

Postado dia por Priscila Prado em Dicas de Mãe deixe um comentário

Add a Comment

Copyright © Cherry Lady - Layout & Assessoria por Unite | Raquel Trevisi